Novidades

Eu aprendi com você, professor(a)!

 “Não tenho caminho novo. 
O que tenho de novo é o jeito de caminhar”.
(Thiago de Mello).

Todo início de ano letivo é a mesma coisa. Tomara que seja diferente. Tomara que os alunos prestem mais atenção...Tomara que aproveitem as minhas aulas, a minha dedicação.Pensa assim o professor.Doce ilusão é  acreditar na mudança do sistema, das burocracias ou demagogias. Tudo igual.
A Semana Pedagógica falará sobre a necessidade de desenvolver projetos na escola, sobre o que fazer com a indisciplina dos alunos e que o Laboratório de Informática precisa ser usado. Em algumas escolas, raras, um café da manhã esperará o professor, numa tentativa de massagear-lhe o ego, tão cabisbaixo ano após ano letivo. Algumas dinâmicas no começo das reuniões para angariar sorrisos, animar a platéia. A oração que não pode faltar, porque pra aguentar o tranco tem que segurar na mão de Deus. Não é fácil ser professor em qualquer lugar do mundo. Mas em um país em que a educação é pouco valorizada, em que o sistema de ciclos é visto como o "passar fácil dos alunos", em que escolas continuam vendendo diplomas por trás de uma regularização legal de fachada e que um professor ganhe tão pouco que precise viver atolado nos créditos de consignação é vergonhoso.
Depois das dicas para um bom ano letivo, vamos às regras: professor tem que ficar o mínimo sentado, tem que "dominar" a sala de aula, nada de chegar atrasado pois educamos pelo exemplo e nunca, nunca mesmo, este deverá trazer seus problemas para a sala de aula.
Mostre seu melhor sorriso, professor. Venha bem vestido e não se esqueça de fazer a chamada, regularizar os diários e entregar as notas em dia. Nada novo. Nenhuma mudança impactante para mudarmos o mundo. E como sonhamos com isso, não é mesmo? Que professor não sonha com uma sala homogênea como nas aulas da faculdade? É só saber fazer um bom plano de aula e tudo sairá perfeito. Quem dera!
Estudamos, nos preparamos para todas as perguntas sobre o conteúdo e vamos pra sala com a certeza: hoje eu vou dar "aquela" aula. Mas os alunos repetem uníssonos que querem uma "aula diferente" e, no auge da sua explicação, o engraçadinho levanta a mão e pede para beber água ou ir ao banheiro.Nada de perguntas inteligentes ou interesse no que você está falando. E, na sua decepção, você pensa: em que barco eu fui entrar?
Não. Não há nada de novo.Há apenas você.Há apenas o seu desejo de mudança solitário. Há apenas você e o seu sonho de ensinar pessoas que queiram aprender.Há apenas a sua verdade, a sua paixão pelos livros, o seu modo de permanecer na lembrança e nos corações de alguns alunos.O seu jeito único e inconfundível de caminhar.
E você só terá essa certeza anos depois, talvez ao passar por uma rua e ser reconhecido ou ao chegar em uma festa e ver o sorriso de algum aluno.Ele te apontará e dirá:"Aquele ali.Está vendo? Foi o meu melhor professor". E você vai dar um sorriso amarelo, de forma orgulhosa. Ele te contará que está na faculdade, ou que casou, ou que passou num grande concurso e tudo, graças a você. Porque foi você que o ensinou a não desistir na vida.Foi você que contou uma história que ele nunca esqueceu.Foi você que ensinou valores humanos não encontrados nos livros. Foi você que mostrou pra ele que o conhecimento valia a pena.
É... Você faz a diferença, professor. E disso, você nem sabia.

*Uma homenagem a todos os professores desse Brasil
que fazem a diferença em sala de aula .
** Post originariamente publicado em outro blog em 27 de janeiro de 2010.
Na época os comentários nesse outro blog foram esses que coloco abaixo, para eu olhar quando não me sentir incentivada a continuar escrevendo.

15 comentários:

De olhos marejados, posso apenas agradecer por tão linda homenagem, minha amiga. Saiba que fez a diferença nesta manhã e que fará a diferença na vida daqueles que por aqui passarem. Muito obrigado, muito obrigado mesmo, Jô.
Jô, ao ler este texto senti exatamente o que você descreveu. É um retrato do professor. O que nos move é lutar contra os gigantes, embora a todos pareçam moinhos. Queremos sim fazer alguma diferença, queremos ser reconhecidos, queremos que nossos alunos se contagiem de nossas paixões, queremos contribuir para uma sociedade melhor. E tomara que seja diferente. Obrigada pelo texto, pela homenagem e pela diferença que fez para mim e para o colega Bauru. E obrigada por mostrar que existe mais gente sonhadora como eu nesse mundo. Beijos, querida.
Anônimo disse...
Muito legal.Sabes na escola em que trabalho(RS)sempre mandamosfazercamisetas sobre a nossa profissão, em uma delastem a seguinte frase: e o teu texto "caiu como uma luva",obrigada por compartilhar.Maritane
Maravilha Jô! Grande homenagem. Não há como ler esse texto sem marejar os olhos e fazer uma reflexão sobre a dedicação heróica desses homens e mulheres que gastam suas vidas formando seres humanos melhores. Eu te agradeço Bauru! Grande abraço maninho ♥
Obrigada, queridos, por terem gostado. Os comentários me deixam muito feliz!
Bauru - Que bom, meu amigo.Inspirei-me em nossas conversas de ontem.E se já fez um pouco a diferença, já valeu para mim.Amo-te!
Querida Anja, adorei seu texto, não sou professor na acepção da palavra, mas me sinto como tal na minha atividade de tutor. Valeu! @jmpsousa
regina disse...
Jô como disse o Bauru que esse texto fez a diferença. E esse a quem você se refere no texto é o verdadeiro Professor, que gosta e está compromissado com sua profissão, isto é tem no sangue essa profissão tão bonita e gratificante. Parabéns pela sua colocação.
Anônimo disse...
Está aí uma coisa que não falta na maioria dos professores e tão essencial em nossas vidas... VALORES
Anônimo disse...
Querida Jô Maravilhoso texto... Não sou professora mas para mim é a profissão mais honrosa que existe, pois é a partir dela, que se formam homens para o futuro. Uma justa homenagem a uma classe tão desvalorizada, infelizmente. Um grande beijo Malu (brincando e construindo)
Anônimo disse...
Maravilhoso texto!Sou professora e me senti inteiramente lisonjeada com suas palavras...
digitaqueeuteleio disse...
Agradeço por não ser nenhuma manteiga ou margarina, pois me fez relembrar de momentos que já passei, como estes descritos de forma tão verídica por ti. O coração da gente cresce instantaneamente ao ver um aluno dizer frases como estas. Como isso me toca, como isso me faz bem! Isso sim que nos valoriza enquanto professores, e por mais que alguém venha (ou tente) me puxar o tapete, terei sempre uma lembrança que me apoiará e me levantará para seguir em frente nesta profissão. Muito obrigado por estas palavras. Marcelo.
Talvez a última frase seja realmente o ponto forte desse texto, nós enquanto professores, orientadores, damos o nosso melhor, fazemos o possível prá que o aluno tenha um ensino adequado, e fazemos com tanto amor e desprendimento que não nos damos conta que estamos sim fazendo a diferença. Fiquei aqui emocionada com a homenagem, feliz com o agrado e com a lembrança. Obrigada amiga! Beijocas.
ÓTIMO TEXTO, PARABÉNS!
Lindo! Já vivi situações como as descritas no texto. Fiquei muito emocionada durante a leitura e ainda estou. Muito obrigada! Abraços!
  • Comente pelo Blogger
  • Comente pelo Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Eu aprendi com você, professor(a)! Description: Rating: 5 Reviewed By: Jô Angel
Scroll to Top