Pular para o conteúdo principal

Cinco minutos de uma vida

relogio_tempo_meditacaoLeia Salmo 116.1-9; 12-14

Amo o Senhor porque ele ouve a minha voz e as minhas súplicas. Pois livraste da morte a minha alma, das lágrimas, os meus olhos; da queda, os meus pés. (Salmo 116.1, 8)

Ao visitar comunidades rurais no sertão nordestino, como parte de uma equipe de saúde, senti algo roçar meu tornozelo durante a subida de um monte. Não sei se foi uma planta, um animal ou inseto. Mas, em pouco tempo, senti uma sensação estranha de formigamento e dormência no corpo. Era um princípio de choque anafilático! Ao perceber a reação alérgica, meus companheiros levaram-me ao sítio mais próximo, distante dali uns 20 minutos. No caminho, fui piorando muito. Ao chegar ao sítio, mal andava, enxergava, falava ou respirava - não tinha mais forças, minha glote estava se fechando! Mesmo que fosse ao hospital (o mais próximo estava a 40 minutos dali), eu não chegaria viva. Deram-me um pequeno comprimido antialérgico, mas não consegui engolir. Sabia que estava morrendo e só me restava clamar ao Senhor. Houve um desespero geral na casa. Orei muito e pedi Sua misericórdia. Prometi a Deus que testemunharia o Seu agir. Cerca de 35 minutos haviam passado. Ao tomar mais um gole de água, senti o comprimido deslizar pela glote como num milagre. Em poucos minutos senti uma forte pressão em meu corpo. O processo foi exaustivo, sudorese intensa e cansaço. Logo após consegui levantar-me, mas estava muito inchada. Levaram-me ao hospital, mas no caminho fui melhorando consideravelmente. A médica, após medicar-me, espantou-se ao ver-me sem sinal de choque algum e contando todo o processo. Eu lhe disse: "Deus me ama muito e me salvou". Ela confirmou: "Ama mesmo! Você foi salva em cinco minutos! É raro uma pessoa nessas condições passar dos 40 minutos e mais ainda na distância em que você se encontrava". Sou grata a Deus por Seu amor e graça, por isso, testemunho.

Oração: Graças Te damos, Senhor, pela Tua graça e misericórdia que se revelam de modo grandioso nas pequenas e grandes ações Tuas em nós. Que sejamos gratos por Teu amor todos os dias da nossa vida. Amém!

Pensamento para o dia: Deus é quem atua em nós tanto o querer quanto o realizar.

Oremos por alguém gravemente enfermo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Verbos Transitivos Diretos e indiretos - Exercícios

PREDICAÇÃO VERBAL - OBJETO DIRETO E OBJETO INDIRETO
1. (CESCEM-SP) Os pássaros voam na mata.
a) verbo de ligação;                  b) verbo transitivo direto;
c) verbo transitivo indireto;        d) verbo intransitivo;
e) nenhum dos citados.

2. (CESCEM-SP) O aluno ficou contente com o resultado dos estudos.
a) verbo de ligação;                  b) verbo transitivo direto;
c) verbo transitivo indireto;        d) verbo intransitivo;
e) nenhum dos citados.

3. (Uni-Rio-RJ) Assinale a opção correta quanto à predicação atribuída ao verbo sublinhado na passagem do texto.
a) "A casa fica num alto lavado de ventos." - ligação;
b) "Aqui não há encantos." - intransitivo;
c) "... as zínias e os manjericões que levantavam um muro colorido ao pé dos estacotes" - transitivo direto e indireto;
d) "Sim, só comparo o Nordeste à Tera Santa." - intransitivo;
e) "... em torno do qual gravitam as plantas, os homens e os bichos." - intransitivo.

4. (Medicina Itajub…

Interpretação de texto–Enem–com gabarito

Teste seus conhecimentos resolvendo 12 questões de interpretação de texto para o Enem.



01. O texto a seguir foi extraído de um romance brasileiro. A partir de sua leitura, é possível extrair traços que permitam identificar o estilo literário a que pertence. Assinale a alternativa que indique esses traços e a escola a que o trecho pode ser filiada.


Caía a tarde. No pequeno jardim da casa do Paquequer, uma linda moça se embalançava indolentemente numa rede de palha presa aos ramos de uma acácia silvestre, que estremecendo deixava cair algumas de suas flores miúdas e perfumadas. Os grandes olhos azuis, meio cerrados, às vezes se abriam languidamente como para se embeberem de luz, e abaixavam de novo as pálpebras rosadas. Os lábios vermelhos e úmidos pareciam uma flor da gardênia dos nossos campos, orvalhada pelo sereno da noite; o hálito doce e ligeiro exalava-se formando um sorriso. Sua tez(1), alva e pura como um froco(2)de algodão, tingia-se nas faces de uns longes(3)cor-de-rosa, que iam, …

Exercícios sobre os Elementos da Comunicação

EXERCÍCIOS SOBRE OS ELEMENTOS DE COMUNICAÇÃO

1. O pai conversa com a filha ao telefone e diz que vai chegar atrasado para o jantar.
Nesta situação, podemos dizer que o canal é:
a) o pai
b) a filha
c) fios de telefone
d) o código
e) a fala

2. Assinale a alternativa incorreta:
a) Só existe comunicação quando a pessoa que recebe a mensagem entende o seu significado.
b) Para entender o significado de uma mensagem, não é preciso conhecer o código.
c) As mensagens podem ser elaboradas com vários códigos, formados de palavras, desenhos, números
etc.
d) Para entender bem um código, é necessário conhecer suas regras.
e) Conhecendo os elementos e regras de um código, podemos combiná-los de várias maneiras, criando
novas mensagens.

3. Uma pessoa é convidada a dar uma palestra em Espanhol. A pessoa não aceita o convite, pois não sabia falar com fluência a língua Espanhola. Se esta pessoa tivesse aceitado fazer esta palestra seria um
fracasso porqu…